Resultados da busca para o termo: label/NY

Look de viagem – Como escolher a bolsa para viagem?

Como escolher uma bolsa para viagem? Este post eu estou devendo, mas chegou a hora e vou fazer bem cheio de detalhes para vocês não errarem nessa hora.No meu dia a dia a minha bolsa já é bem grande, então na viagem não seria diferente.

DSC05512 Look de viagem   Como escolher a bolsa para viagem?

 

Quantas bolsas levar em uma viagem?

Minha dica é:  2 a 3 peças. Serve para qualquer tipo de viagem, não tem erro:

- Uma bolsa maior – para o dia do embarque e o dia a dia da viagem.

- Uma bolsa menor – para os dias em que não precisa levar muita coisa ou que vai sair à noite.

- Uma carteira – bem opcional. Depende do seu tipo de viagem.

Na foto que abre esse post, eu estou em Dubai, com uma bolsa da Michael Kors que comprei em NY. Tamanho, cor, tudo ótimo.

Também usei a mesma bolsa na Índia.

DSC06116 Look de viagem   Como escolher a bolsa para viagem?

 

Dica muito importante

- A sua bolsa não deve ser dura / rígida, pois se você precisar acomodá-la na mala ou algo do tipo, ficará mais complicado e pode até mesmo danificar a sua bolsa. Olha essa bolsa rosa da Ellus que eu escolhi para viajar para o Perú e Bolívia:

DSC00865 Look de viagem   Como escolher a bolsa para viagem?
A outra dica de ouro é essa que você pode ver na imagem acima: a bolsa tem que ter duas alças.  Uma mais curta para você fazer um estilo mais arrumadinha e uma daquelas grandes, para você atravessar no corpo sempre que precisar de mais praticidade que estilo.No Projeto 30 em 30 eu viajei com essa bolsa da Calvin Klein. Não foi uma boa escolha por dois motivos:

um que ela ficava aberta. Só tinha um delicado fecho que me deixava insegura a todo momento. Outra que ela era de tecido o que foi terrível no dia que peguei uma nevasca inesperada em Amsterdam.

DSC00822 Look de viagem   Como escolher a bolsa para viagem?
Essa foi a usada na última viagem, para o Japão. Foi ótima, comprei na Zara de Londres. Eu amo essa bolsa, mas ela não foi tão boa para viajar, porque…

DSC00506 Look de viagem   Como escolher a bolsa para viagem?

Porque ela não tem fecho. É no estilo sacola. O bom é que cabe tudo o que preciso, mas ficava insegura, muitas vezes, pensando se alguém não estaria colocando a mão pelas laterais e pegando algo dentro dela. Mas o tamanho e cor foram ideais. Combinava com tudo.

E hoje eu comprei a bolsa da minha próxima viagem! Penso na bolsa antes mesmo de pensar no destino, rs.


Mochila


Algumas pessoas perguntam se eu não viajo de mochila. Só viajei de mochila uma vez na vida em uma viagem pela Europa com as minhas amigas e me senti um menino. Eu sou baixinha e eu e a mochila éramos um volume só. Mas… Andam fazendo umas mochilas mais fashion e estou buscando alguns modelos bem legais para indicar aqui. Em breve faço um post com algumas sugestões. Mas anota aí, repassando:


1
.  Cor –  preferência para neutra, mas se quiser se jogar na cor, faça e pronto. eu já viajei com bolsa rosa pink e agora comprei uma verde. 


2.
 Tamanho da bolsa para viagem – se tiver que escolher apenas uma, opte por um tamanho médio a grande. Assim cabe tablet, guia, compras e por aí vai. 


3.
Segurança – escolha uma bolsa que tenha zíper ou que feche por completo. Eu mesma já fui assaltada na Espanha, por exemplo. Então não é porque está viajando por Europa, EUA que não pode acontecer algo com uma pessoa de má fé ao seu lado. 

De pernas para o ar 2 – Filme para viagem!

Viajar para os NY é o sonho de muitas pessoas e o filme “De pernas para o ar 2” é uma ótima dica para diversão e uma viagem pelas ruas dessa cidade que encanta a todos nós.

De+pernas+para+o+ar De pernas para o ar 2   Filme para viagem!

Pelo trailer você já pode ver várias imagens da cidade e ficar imaginando o dia em que vai conhecer as ruas de NY ou, se você já foi para lá, sonhar com o dia em que vai voltar para comer, beber, amar, se divertir e comprar muito!

De pernas para o ar 2 merece que você assista!

Anote essa dica de filme para viagem!

Canadá – Como foram meus intercâmbios?

Meus 3 intercâmbios

Algo já pode me levar para o Guinness Book: a quantidade de intercâmbios que fiz para o Canadá. Numa época em que ninguém viaja para lá porque a impressão que tinham é que lá só tinha gelo e urso, eu encarei a ideia e adorei!

7+ +leve Canadá   Como foram meus intercâmbios?

Todas as minhas experiências e dicas estão no “Intercâmbio: Aí vou eu!” Mas resolvi contar um pouco aqui para que as mulheres viajantes fiquem empolgadas!

2005 – Primeiro semestre – Intercâmbio casal – 1 mês – Toronto


Foi a minha primeira vez em uma viagem para o exterior. Tinha 24 anos e embarquei com o meu namorado. Fomos em busca de aprimorar o idioma e viver essa nova experiência. Ficamos em uma homestay e encaramos um frio de matar! Mas tudo era festa! Afinal, nunca tínhamos visto neve e Toronto tem uma estrutura tão eficiente que quase não sentíamos os efeitos do frio. 
2005 – Segundo semestre – Intercâmbio sozinha – 6 meses – Toronto


Isso mesmo, voltei do Canadá encantada com a experiência de um mês no país. Havia passado um mês no país e mais um mês em NY, mas fiquei mesmo apaixonada por Toronto. Assim, voltei para o Brasil, terminei o último período da faculdade e tratei de embarcar novamente para Toronto onde fui para fazer cursos livres em universidades.
Ainda fiz um estágio de um mês em jornal.
Estudando+ +segundo+interc%C3%A2mbio+ +George+Brown+College+ +Toronto+ +2004 Canadá   Como foram meus intercâmbios?
No College – George Brown
Adorava a idéia de me achar uma estudante canadense. 
2006 – Intercâmbio de 2 meses – Vancouver

Em 2006 minha mãe, aos 43 anos, resolveu que largaria o emprego para morar um ano fora aprimorando o inglês. De tanto gostar do Canadá não deixei ela ir para outro local. Só que ao invés de Toronto ela optou por Vancouver.

E claro, no verão fui para lá fazer meu terceiro intercâmbio. Dessa vez fui fazer cursos de escrita na UBC – University ofBritish Columbia.
R6c2y+64nta5ns+0552 Canadá   Como foram meus intercâmbios?
Em nosso passeio pelas Montanhas Rochosas

Nessa oportunidade pude fazer um tour por um dos locais mais lindos que já fui: As montanhas rochosas. Banff, Jasper, uma natureza perfeita, inesquecível.

E assim fui influenciando todo mundo. Em 2010 meu irmão embarcou para intercâmbio em Vancouver.
O resultado de todos esses intercâmbios é o livro “Intercâmbio– Aí – vou eu!” O livro é uma referência para quem vai fazer intercâmbio em todas as idades! E anda influência muitas pessoas a irem para o Canadá e claro, fazer intercâmbio, que acredito ser uma experiência de vida quase que obrigatória!