Dicas

A Fantástica Fábrica de Malas!

eu 1 A Fantástica Fábrica de Malas!

- Por que você precisa de tanto espaço na área de serviço? – uma corretora de imóveis perguntou para diante da minha insistência.

- Porque ela tem um vício grande – meu namorado respondeu. – Ela é viciada em malas. Temos muitas malas.

Cada um coleciona o que quer, eu amo e coleciono: malas e sapatos.

No ano passado eu embarquei no Projeto 30 em 30 e tive o apoio de algumas empresas, entre elas… uma que eu admirava há tempos: A Lansay Malas.

Uma empresa brasileira que faz malas fantásticas. Viajei com as malas deles e foi ótimo! Mas esse não é o assunto aqui. O que importa é que conheci uma pessoa tão apaixonada por malas quanto eu! E achei legal fazer um post mostrando como essas belezinhas são feitas!

E esse tamanho médio, recomendo para quem está indo viajar sozinha. Porque vai meio vazia e no fim ainda tem espeço para colocar bastante coisa dentro!

As malas são produzidas com todo cuidado:

DSC00559 A Fantástica Fábrica de Malas!
Um caminhão cheio dessas maravilhas!

DSC00561 A Fantástica Fábrica de Malas!
A bandeira do Brasil mostra que a Lansay é uma indústria Brasileira

DSC00563 A Fantástica Fábrica de Malas!
Lindas sem produzidas! Eu amo muito mala!
Essas são da linha Saint Tropez que foi a que eu embarquei no Projeto 30 em 30

DSC00566 A Fantástica Fábrica de Malas!
Molde para fazer estrutura da mala

DSC00573 A Fantástica Fábrica de Malas!
As malas já prontas aguardando apenas serem despachadas para uma de nós, viajantes!

Por que eu gosto bastante da Lansay?

Porque é uma empresa super séria, suas malas são fantásticas e acima de tudo tem qualidade, dá uma olhada no vídeo abaixo que fiz antes de embarcar.

Quer aprender como comprar uma mala? CLIQUE AQUI!


Quer ir ao site da Lansay? Clique aqui.

Amor, eu quero viajar sozinha! Como conversar com o parceiro?

Raquel+Guerra Amor, eu quero viajar sozinha! Como conversar com o parceiro?

Raquel Guerra é casada há 6 anos, tem marido, filho, 2 cachorros e tudo o que vem no pacote da família feliz de pasta de dentes. Casou aos 23 anos e um ano depois era mãe.

Mas hoje, aos 29, filho com 5 anos e casamento a todo vapor, sentiu uma necessidade absurda de viajar, sozinha! Mas como dizer isso ao marido que, a propósito, não gosta de viajar? Ela contou como fez:

“Flavia,

Não foi fácil falar para meu marido que gostaria e precisava viajar sem ele. Eles logo acham estranho, tentam entender o por quê, sendo que na verdade não existe um motivo, existe apenas uma vontade e muitas vezes necessidade de ficar um tempo sem marido, filhos, família… Ter aquele momento de só nos preocuparmos com nós mesmos!
Confesso que meu marido ainda está digerindo essa minha ideia de viajar, ele não vai me proibir, não tem esse direito, mas no fundo a gente percebe que eles ficam preocupados.

Eu na verdade, fui preparando meu marido aos poucos, não cheguei num dia, falei com ele e viajei no outro… Falei que gostaria de viajar para fora do país, ele não curte, mas sempre deixei bem claro que é um sonho meu e que iria sem ele, já que ele não faz questão de viajar.

Assim, agora estou decidida e com uma viagem de final de semana marcada apenas com uma amiga. Sem marido nem filho. O próximo passo é o exterior! Não é fácil, mas vale a pena, faz muito bem para a mulher.”

Como conversar com o marido e dizer: Preciso viajar com as amigas! CLIQUE AQUI!

Passaporte – Você tem cópia do seu?

Passaporte Passaporte   Você tem cópia do seu?

- Comigo não vai acontecer!

Se você nucna disse essa frase, com certeza, já pensou. Mas acontece.
Uma das dicas básicas para documentos é: tire cópia da primeira página do passaporte, aquela que tem todas as suas informações. Depois, saia tirando cópia de todos os seus vistos.
Meu visto amerciano venceu em abril. Toda prosa, liguei para o consulado para REnovar o meu visto e:
- Está com seu passapore e visto vencido em mãos, senhora?
- Não, mas ligo amanhã – eu disse tranquila.
E o amanhã durou semanas de angústia. Quem me segue no Twitter e Facebook, sabe que eu descobri que perdi o passaporte. Como estou com viagem marcada e no consulado do Rio e SP só tinha vaga para setembro (cinco meses depois), quase pirei.

Passei dias ligando para a embaixada, suplicando por uma data, até que consegui uma desitência, mas bem em cima da data da viagem.

E, no meio das minhas buscas, o que achei foi uma cópia bonitinha, de boa menina, de quando viajei para fora do país pela primeira vez. Vistos do Canadá e EUA e a cópia da primeira página do passaporte.
passaporte+3 Passaporte   Você tem cópia do seu?Para piorar, não perdi o passaporte antigo por falta de cuidado. No fim do ano, estava embarcando para o Projeto 30 em 30 (livro saindo em breve!) e pensei:

- Como não vou precisar do visto americano, não vou levar meu passaporte antigo, vou deixá-lo em casa.

Só que no meio da caminho houve uma mudança de casa e o meu documento preferido se perdeu. Estou me sentindo uma noiva que perdeu seu álbum da lua de mel.

Mas… A gente não aprende a lição…
Me dei conta: Você perdeu o antigo e está aqui escrevendo para alertar a todos que tirem cópia de seus documentos e você ainda não foi tirar cópia do passaporte que lhe restou! Além de achar que com a gente não acontece… Somos bobos e também pensamos…
- Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar!
O que tirar cópia?

- Todas as páginas do seu passaporte, inclusive a dos vistos.

- Outra opção é digitalizar. Essa maneira é boa, porque até mesmo se você precisar dessas cópias durante uma viagem, por exemplo, é só acessar seu e-mail ou seja lá onde estiverem arquivadas.

- Para que isso serve para o Visto Americano? Porque quando você tem um visto americano vencido você entra numa fila diferente, mais rápida e se você não tem o passaporte com o visto vencido, eles aceitam a cópia do visto vencido. 

Encomendas, como dizer não?

O grande problema de quem viaja para fora do país também atende pelo nome de: encomenda!

Tenho uma tia que pede 1956,5 perfumes. Ela só liga para perguntar: “quando está embarcando?” Fora isso ela nem lembra o número da minha casa.
Há um tempo adotei a seguinte técnica:
- Trago, se me der o dinheiro.
Ai começou a chover dinheiro na minha mão.
Aí mudei a técnica:
- Se der, eu trago. Não precisa me dar o dinheiro.

Eu confesso, JÁ FIZ VÁRIOS pedidos. Antes de viajar para fora de maneira viciada, eu também tinha lá meus sonhos com coisas vindas do exterior. Peço desculpas a todos que enchi o saco!
Só quando você viaja é que vê como é difícil ter que buscar o item que a pessoa quer, saber se está comprando certo, carregar aquilo pela cidade e ainda ter que ter todo o cuidado, dependendo do que for. Já tive cada pedido de encomenda que nem conto. E, confesso, já fiz algumas encomendas dos quais hoje me envergonho.

ENTREGAR NO HOTEL

Ah… Mas hoje em dia pode entrar no hotel… Sim, pode, inclusive as minhas próprias coisas.

Depois que entrou na moda essa coisa de entregar no hotel, a qualidade de vida de um viajante piorou. Porque fica ainda mais difícil você dizer não sem ficar parecendo a pessoa mais insensível do mundo.

SÓ SE VOCÊ PUDER…

É aquela coisa, o não você já tem, pedir que alguém traga algo para você não custa nada!  Então você arrisca. Aí deixa a pessoa numa situação terrível. E, vamos falar a verdade, você diz: Só se você puder… Mas no fundo, se a pessoa disser que não vai dar, você dá as costas pensando: pôxa! O que custa trazer? E a pessoa perde 15 pontos no seu conceito.

5 QUE AS PESSOAS MAIS PEDEM?

Não sei para vocês, mas para mim é:

1. Perfumes - isso é um saco de trazer! Pesa demais e se 3 amigos pedirem 2 perfumes, você tem 6 frascos a trazer. E se por um azar violam sua mala e roubam? O que já aconteceu com vários amigos, a propósito. E o carão para explicar que não trouxe, mas também não vai devolver o dinheiro porque foi uma infelicidade…

2. Relógio.
3. Eletrônico - Porre e ainda pode te dar problema na alfândega.
4. Victoria´s Secret - esse é o campeão, mas está diminuindo.  A diferença é mesmo gritante. Um frasco aqui sai por uns R$ 50,00 e por lá, míseros US$ 6,00. E quando a pessoa diz: traz qualquer cheiro. Socorro! E outra, esse negócio pesa demais! Ah… Mas um só não pesa. Sim, mas pensa que tem um monte de gente como você pedindo cremes…
5. Wiskhy - Não só ele, mas diversas bebidas que são bem mais em conta. Pensa no peso, pensa! “Ah, mas compra no Free Shop…” Sim, mas e as coisas que eu quero comprar? E o peso de carregar uma caixa para você beber e depois nem me convidar, rs brincadeira.
6. Óculos. 
Então lá vai a regrinha básica – em especial para as mulheres que são as que mais pedem:
- Nada de pedir eletrônicos – só se for amigo muito íntimo ou família;
- Sempre dê o dinheiro para a pessoa – NUNCA diga: “quando chegar aqui a gente acerta.” É o cúmulo da falta de bom senso. Mesmo se a pessoa estiver levando o cartão de crédito, é para as despesas dela. Se 5 amigos pedirem e não derem o $ imagine só. Além disso você coloca a pessoa naquela situação chata de ter que te cobrar depois.
- Se a pessoa disser que traz, SEMPRE dê o valor na moeda do local que ela está indo. NADA de dar em Real.
- Peça, não há crime nisso, mas esteja de peito aberto para ouvir uma esquiva e se tocar, NA HORA.
Assim, a amizade continua e a pessoa viaja em paz.  Mas cada um tem lá sua técnica: Encomendas, como dizer não?

É seguro viajar pela América do Sul?

A Anna do Blog Miss Check in acabou de voltar da Venezuela e traz na bolsa, porque nem a mala lhe sobrou, uma triste recordação de roubo e violência. Essa imagem abaixo é da perna dela.

Anna+Miss+Check+in É seguro viajar pela América do Sul?

Bom, não gosto de fazer relatos sobre esse assunto, porque acho que a mídia já assusta bem os turistas e, como jornalista, sei que isso é o que vende jornal. Além disso, já fui assaltada na Espanha, então, não é privilégio da América do Sul.

Mas… Diante desse fato resolvi abrir a boca e falar. É perigoso sim viajar pela América Latina! É perigoso não só no sentido de assalto, mas da violência.

Em 2009, por exemplo, estava eu viajando pela Bolívia e num ônibus de Copacabana para La Paz já estava “esperta” por ter lido muitos relatos de que o país é perigoso. Assim, ao sair de Copacabana perguntei:

- Esse ônibus para na RODOVIÁRIA, né?
- Sim! Claro que para.

No guia e em relatos na internet, ouvi dizer que a maioria para no cemitério e ali é cada um por si! então o ideal seria parar na rodoviária. Ainda conferi essa informação com várias pessoas e todas disseram: sim, esse ônibus para lá. Depois você percebe que todos estão unidos numa rede de “enrola cliente”.

DSC01358 É seguro viajar pela América do Sul?
“Felizinha” pegando o ônibus para La Paz – achando graça em tudo…
A surpresa já começou no meio do caminho. No início da noite o ônibus parou no meio do nada, na beira de um rio e todo mundo começou a descer. Gelei, mas peguei minhas coisas e fui com o Jorge salvar nossas malas. Nada de mala, teríamos que entrar num barco e atravessar o rio, à noite, escuridão total no meio do nada!


DSC01404 É seguro viajar pela América do Sul?

Rio que tivemos que atravessar

Tratei de ficar amiga de uma local e gastar meu espanhol, ela foi me explicando que não tinha outro jetio. Pulamos no tal barco e comecei a tirar fotos escondida. Jornalista perde a guerra, mas não perde a foto!

A água estava a um dedo de entrar no barco de tão lotado que ele estava. E a segurança é total, dá para ver que todos estamos de colete, né? ahã.

DSC01408 É seguro viajar pela América do Sul?
Fomos obrigados a descer do ônibus e pegar esse barco quase afundando de tanta gente!
Paramos do outro lado. O que fazer? Para onde ir? Grudei na minha mais nova amiga novamente e arrastava o Jorge. 
Caminhamos, nós e um punhado de gente, até essa rua deserta. E eu tirando foto escondida. A ponto de ser atacada.
DSC01412 É seguro viajar pela América do Sul?
Local onde fomos parar – Tínhamos que tirar foto escondido
Uma meia hora depois o ônibus chegou. Na verdade vários. Cada hora parava um e não sabíamos qual era o nosso, tudo igual. Minha nova “melhor amiga” me guiou. 
Chegando em La Paz? Surpresa! O ônibus parou no cemitério!

Todo mundo desceu correndo e seguimos o fluxo. Cada um pegando sua mala no bagageiro e do nada aquele enxame de taxistas e um já estava com nossas malas na mão e quando vimos estávamos dentro do táxi. 
Deus estava olhando por nós, porque o carro já estava arrancando quando um policial entrou na frente e mandou o carro parar. Não entendemos nada, ele começou a interrogar o motorista e por fim nos mandou descer. Mandou mesmo, na grosseria. Abriu o porta malas, pegou nossas malas e ele mesmo parou um táxi para nós. Mas em momento algum dizia o que estava acontecendo.
O novo taxista foi obrigado a mostrar a credencial ao policial, que checou os dados e só então nos permitiu seguir viagem. No novo táxi o senhor nos disse que tivemos muita sorte, porque provavelmente teríamos sido levados para uma favela e lá seríamos, com sorte, apenas assaltados. Porque turistas estavam sendo estupradas.
E que ainda demos mais sorte, porque os policiais estavam ali, porque geralmente é cada um por si, mas com o alto índice de violência ao turista eles estavam marcando em cima. 
Sabe qual a maneira mais perigosa de viajar?
EM CASAL! Quando você está sozinha toma todos os cuidados, quando está com os filhos também, mas quando está em casal: relaxa. Vocês tem um ao outro e isso dá uma falsa segurança. 
Se estivesse sozinha ou só com amigas, eu nunca pegaria um ônibus para a chegar a La Paz à noite, por exemplo.

Argentina, quantas pessoas já não tiveram a carteira roubada lá? Quantos turistas não são assaltados todos os dias aqui no Brasil? Seja assaltados na rua ou nos estabelecimentos onde são cobrados 3x mais porque não falam português.

Mas… Não quero fazer propaganda negativa do país, recomendo a Bolívia, recomendo a América Latina, mas recomendo. 


Mas com alguns  Cuidados!  São eles:
- Nada de fazer amigos. Na verdade foi assim que fui assaltada na Espanha, aceitei informação de estranhos; 

- Pague mais caro, mas peça para o seu hotel enviar o transporte;

- Evite com todas as suas forças, pague mais caro na passagem, mas evite chegar ao país à noite. Não teve jeito? De madrugada? Durma no aeroporto!

- Na rua, ninguém é seu amigo! Ninguém! 
- Carregue um pouco de dinheiro no bolso da calça e o passaporte na doleira. Se estiver em casal, cada um carregue uma doleira e, em caso de assalto apenas um entrega o dinheiro. Porque ladão sabe que turista anda com dinheiro grudado ao corpo. 
- Não tem jeito? Vai chegar de madrugada? Quando passar pela imigração vá ao banheiro e coloque seu passaporte por dentro da cueca ou calcinha. É sério! $ e cartão também. Deixe apenas um pouco para fora.
- Vai comprar algo? Combine o preço, sempre!

- Deixe para usar jóias e suas melhores bolsas numa viagem mais chique, um cruzeiro, que tal? Vá de alma limpa e bijus que se forem roubadas não vão fazer falta.

Para quem quiser ler o relato da Anna clique aqui


E para finalizar, ao ir embora de La Paz, depois de dois dias ouvindo para termos cuidado com tudo e não ir andando para o lado da rodoviária…? Eis que uma manifestação parou a cidade inteira e tivemos que ir andando, puxando mala por 40 minutos, até a rodoviária.

DSC01489 É seguro viajar pela América do Sul?

DSC01491 É seguro viajar pela América do Sul?